CIDADES DIGITAIS

O QUE SÃO?

O Ministério das Comunicações, por meio do programa Cidades Digitais, aprovou a implantação de uma estrutura de rede de acesso a Internet em 29 municípios mineiros. A rede irá interligar a administração pública municipal e áreas de hotspots para a população acessar a internet gratuitamente. Além disso, serão ofertados cursos de qualificação em TI para os servidores do governo local e a população.

O objetivo do governo ao propor um Projeto de Cidades Digitais é estabelecer uma política contínua e efetiva que integre outras ações de inclusão digital e que seja sustentável ao longo do tempo. Tomando como base essa perspectiva, o Projeto Cidades Digitais é apresentado como um projeto estruturante cuja meta é contribuir para estabelecer uma cultura digital na sociedade brasileira.

Trata-se de uma perspectiva transformadora de inclusão, por oferecer à sociedade acesso e compartilhamento de conteúdos que permitam às pessoas uma maior atuação para modificar a realidade que as cerca. Isto significa garantir às comunidades autonomia e capacidade de serem protagonistas nas decisões que lhes dizem respeito. A construção desse ecossistema de cooperação e inovação trará grandes benefícios para o Estado de Minas Gerais, principalmente para aquelas regiões mais remotas, como por exemplo, a atração de empresas de tecnologia, com consequente uso de mão-de-obra local e necessariamente a sua qualificação.

ESTRUTURA

O programa prevê a implantação de infraestrutura de conexão entre órgãos, equipamentos públicos locais e internet por meio de um anel de fibra óptica, com conexões ponto a ponto através da tecnologia Wimax, de acordo com as especificidades de cada município e de áreas de cobertura (hotspots) com tecnologia Wi-Fi.

Serão instalados aplicativos de governo eletrônico (em software livre) nas áreas das finanças, dos tributos, da educação e da saúde, com suporte para migração, treinamento, hospedagem e operação assistida.

Por meio da infraestrutura proposta, os cidadãos poderão acessar e utilizar os vários sistemas de ensino à distância públicos que são oferecidos pela internet. Terão acesso a aplicativos educacionais que proporcionam uma melhoria na qualidade do ensino e na qualidade de vida dos estudantes.

O programa será apoiado em Minas Gerais através da parceria entre a SECTES e a Secretaria de Educação do Estado (SEE), por meio do PLUG MINAS. O objetivo do governo federal e estadual com o programa Cidades Digitais é modernizar a gestão, ampliar o acesso aos serviços públicos e promover o desenvolvimento dos municípios brasileiros por meio da tecnologia.

O QUE ESTÁ POR VIR

Já está sendo realizado o apoio à implantação das redes de fibra óptica que interligarão os órgãos públicos locais (escolas estaduais, prefeituras, postos de saúde) em 29 municípios mineiros selecionados no edital Cidades Digitais. Os municípios já selecionados são: Araçuaí, Ataléia, Bonito de Minas, Botumirim, Buritizeiro, Chapada Gaúcha, Grão Mogol, Francisco Badaró, Inhampim, Itambacuri, Itinga, Jequeri, Japonvar, Manga, Nepomuceno, Monte Azul, Pimenta, Piranga, Porteirinha, Rio Acima, Rubelita, Salinas, Santana do manhuaçu, Santo Antônio do Retiro, Simonésia, Varzelandia, Verdelândia, Jequitinhonha e Itamarandiba.

Também será iniciado o Núcleo Cidades Digitais - Estação Marco Zero – Jovem do Futuro, que será implantado no espaço do Plug Minas, a fim de dar apoio aos municípios mineiros contemplados com o programa Cidades Digitais, além de produzir tecnologias educacionais diversas. Também serão gerenciadas ações presenciais e à distância para atender aos municípios que estão integrados ao Projeto Cidades Digitais. Serão desenvolvidas no Núcleo atividades de elaboração de projetos, planejamento, execução, monitoramento, sistematização e divulgação de atividades contínuas, bem como realização de cursos de formação profissional e organização de produtos no âmbito do projeto.

FOTOS