Agenda de Convergência do Vale do Aço promove o Reconhecimento do APL Metalmecânico
Projetos propostos pelos eixos de competitividade e sustentabilidade reafirmam o compromisso do governo estadual
Publicado: 04/05/2018 12:01

Divulgação
Divulgação

Governo do Estado de Minas Gerais reconheceu, na segunda-feira (09), durante a 20ª reunião da Agenda de Convergência, o Arranjo Produtivo Local – APL metalmecânico do Vale do Aço. O reconhecimento do APL torna mais viáveis os estímulos à região por meio de agentes governamentais, de fomento e também de organismos internacionais, além de colocar o polo produtivo em evidência nos cadastros e bancos de dados, como região produtiva de destaque no setor.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais, Antônio Fernando Máximo, que representou o governador, Fernando Pimentel, explicou que, através da Política de Apoio aos APLs, podem ser implementadas ações em diferentes eixos, tais como inteligência de negócios; capacitações gerenciais; estratégias avançadas e inovadoras de marketing; ações de inovação, pesquisa e desenvolvimento; internacionalização; entre outras. “Investiremos na governança local para articular financiamentos e projetos que promovam o desenvolvimento das empresas e todos os atores da cadeia produtiva para competirem com melhor qualidade”, pontuou.

As ações a serem implementadas no âmbito da Política de Apoio aos APLs podem ser conhecidas detalhadamente através dos diplomas normativos que regulam a política, Lei Estadual 16.296/2006 e Decreto Estadual 44.972/2008.  

Formado por cerca de 80 empresas, o Arranjo Produtivo Local do Vale do Aço é sinônimo de grandes oportunidades para o presidente da instituição, Marlon Duarte.  “Esse reconhecimento coloca o APL Vale do Aço em evidência no Estado com uma grande possibilidade de ações e oportunidades de acesso aos recursos disponíveis pelo governo”, destacou.  

Para o presidente da FIEMG, Olavo Machado, esse é um novo momento para o setor metalmecânico da região. Segundo Machado, “ somos reconhecidos nacionalmente pelo potencial das indústrias, por sermos o único município do interior do país a formar um Arranjo Produtivo Local para atender à demanda da indústria naval e de petróleo e gás. Acredito que o APL fortalecerá toda a cadeia produtiva elevando ainda mais o setor”.

Representado a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, s subsecretária Elisa Costa esteve presente no reconhecimento e confirmou a parceria firmada, além de se comprometer a  buscar caminhos para que a SEDECTES possa apoiar ainda mais o projeto com ações de inovações tecnológicas.