Governo de Minas Gerais esclarece dúvidas sobre a 5ª rodada de aceleração do Seed
Publicado: 23/03/2018 11:12 | Atualizado: 23/03/2018 11:14

Divulgação Seed
Divulgação Seed

Seed - Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development - promove, na próxima terça-feira (27/3), às 19h, um encontro aberto ao público. O objetivo é apresentar o programa e esclarecer dúvidas sobre o edital e a inscrição. Todo o evento será transmitido ao vivo pelas redes sociais (Facebook - Seedstartups e Instagram @seedmg).  

Para conquistar uma das 40 vagas oferecidas no programa de aceleração, que está com as inscrições abertas até 6 de abril, os empreendedores precisam cumprir uma série de regras.

O edital, publicado em www.minasdigital.mg.gov.br, detalha as condições de participação. A inscrição inclui a gravação de vídeo, envio de cartas de recomendação, descrição do modelo de negócio, detalhes do mercado e outras etapas.

“Para motivar os candidatos a se inscreverem e tirar as dúvidas que porventura tenham, vamos promover o MeetUp, transmitido para todos via redes sociais. Os candidatos querem saber os mínimos detalhes do edital, que está aberto para a 5ª rodada. Então, para acalmar os ânimos e dar aquela 'ajudinha', a equipe vai contribuir para esclarecer as dúvidas”, diz o coordenador geral do Seed, Daniel Oliveira.

Participar do programa de aceleração do Seed é uma oportunidade de alavancar negócios de base tecnológica e de ampliar o acesso a ideias e conexões no ecossistema de inovação e empreendedorismo. A concorrência é acirrada. Somente em 2017, foram registrados 36,32 concorrentes por cada uma das 40 vagas oferecidas.

O edital de 2018 vai selecionar 40 startups e empresas de base tecnológica que terão, a partir do dia 18 de junho, acesso a um dos maiores programas de desenvolvimento empreendedor e à aceleração de startups da América Latina. Cada selecionada recebe, além dos benefícios não financeiros, capital semente de até R$ 80 mil, livre de participação.

Compostas por dois ou três empreendedores nacionais ou estrangeiros, as startups terão acesso à formação empreendedora, mentores experientes, eventos e um ambiente fértil para conexões com empresas, investidores e o próprio governo, que compõem uma das maiores redes de inovação e empreendedorismo do Brasil.

Podem se inscrever maiores de 18 anos que tenham disponibilidade para permanecer em Belo Horizonte durante seis meses e cuja equipe e produto apresentem um alto potencial de impacto no ecossistema de inovação e empreendedorismo de Minas Gerais. Os projetos serão selecionados por uma equipe externa a partir da avaliação de critérios como inovação, escalabilidade, capacidade técnica e complementar da equipe, atitude empreendedora, potencial de mercado, entre outros.

O resultado da seleção será divulgado no dia 6 de junho de 2018.

O Seed

Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), o Seed é parte do Minas Digital, que engloba uma série de iniciativas governamentais, parcerias e rede de networking que buscam impulsionar o desenvolvimento de negócios inovadores e fortalecer a cultura empreendedora no estado.

Considerada a única aceleradora com recursos públicos do país, o Seed potencializa a interação, as redes e a transferência de conhecimento e habilidades entre empreendedores apoiados e o ecossistema local.

Números do Seed

Até o momento, passaram pelo Seed 152 startups,  sendo 36 estrangeiras, e 384 empreendedores, oriundos de 5.408 inscrições. Somente na última rodada, as 40 startups participantes de sete estados brasileiros (Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo, Recife, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e cinco países (Chile, Peru, Portugal, Estados Unidos e Índia) impactaram cerca de 45 mil pessoas, por meio de atividades de difusão no interior no estado.

Ao todo, foram realizadas mais de 1.000 horas em 520 atividades nos 17 territórios regionais de Minas Gerais. A equipe de aceleração registrou 4.400 horas de mentoria personalizada, 120 horas de conteúdo compartilhado e 164 empregos gerados diretamente, mais de R$ 2,8 milhões de faturamento total das startups e mais de R$ 7,5 milhões investimento captado.