Startup ligada à Unimontes está entre as 100 selecionadas para o FiemgLab
Publicado: 22/02/2017 16:31

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

O programa FiemgLab, versão mineira da iniciativa da Federação das Indústrias do Brasil para o desenvolvimento de tecnologias voltadas ao negócio, acaba de divulgar a lista dos 100 Startups selecionados após a primeira eliminatória. Entre as iniciativas estão duas propostas elaboradas em instituições locais: uma vinculada à Universidade Estadual de Montes Claros e outra à Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros (Facit) – instituição parceira da Unimontes.

A HexCuit é a startup elaborada pelos alunos dos cursos de Sistemas de Informação e de Ciências Econômicas da Unimontes, com a participação de um acadêmico de Engenharia Elétrica das Faculdades Santo Agostinho (Fasa). O serviço principal é o aplicativo “HexEnergy”, um acessório para smartphones que carrega a bateria do dispositivo utilizando o sinal de qualquer rede Wi-Fi que estiver ao alcance.

O “App” desenvolvido por Roger Mathews, atualmente acadêmico do 5º período de Sistemas de Informação, Mariana Muniz, economista egressa da Unimontes, e Alan Souza, acadêmico de Engenharia Elétrica (Fasa) já teve outro reconhecimento de expressão nacional, com a escolha para a 7ª turma da Aceleratech – aceleradora de startups que fomenta o empreendedorismo no Brasil.

 

EXPECTATIVA PARA ACELERAÇÃO

“Estamos em um estágio bem inicial de desenvolvimento de produto e, por isso, acreditamos que o programa de aceleração do FiemgLab será fundamental para nossa evolução como startup. Ficamos felizes em estar nessa lista e fazer parte da primeira edição do programa”, explica Roger Mathews, que também atua como estagiário da Diretoria de Tecnologia de Informação (DTI). 

O programa é composto por quatro fases. E em cada fase, há um novo processo de seleção. A previsão é para que, até o final do processo, sejam escolhidos apenas cinco negócios que receberão o aporte financeiro da Federação das Indústrias do Brasil, mentorias com especialistas de várias partes do País, escalabilidade e internacionalização.

Outra iniciativa tecnológica de Montes Claros que ganha projeção com a aprovação no programa é o Agrowet, desenvolvido por dois acadêmicos da Facit, Lucas Teixeira Moura e Amanda Costa Guimarães. A solução para o controle de sistemas de irrigação de pequenas e médias propriedades via aplicativo, de forma remota, ou de forma programada, também foi selecionada para a 1ª jornada do FIEMGlab.

 

SEED

Com investimentos da ordem de R$ 6.063 milhões, o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), também convida as startups para a 4ª Rodada do Seed (sigla de Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development). O edital foi lançado na semana passada.

Uma das principais ações do Programa Minas Digital para fomentar o empreendedorismo e desenvolver o ecossistema de startups no Estado, o Seed tem o objetivo de transformar Minas Gerais no maior polo de empreendedorismo e inovação da América Latina. Para isso, apoia empreendedores, nacionais e estrangeiros, que desenvolvam projetos de negócio de base tecnológica.