Minas Gerais marca presença em novo ranking de startups do Brasil
Cerca de 10% das startups mais atraentes do país são mineiras
Publicado: 19/07/2016 14:34 | Atualizado: 19/07/2016 14:37


Lançado em maio, o ranking nacional 100 open startups elencou onze empresas de Minas Gerais entre as cem melhores avaliadas do Brasil. Ao todo, 1,5 mil startups brasileiras foram analisadas, levando em conta a participação em uma das 20 áreas de atuação do ranking, como cidades inovadoras, educação do futuro, fármacos, cosméticos, entre outras.  

O movimento 100 Open Startups conecta propostas de startups com a estratégia de inovação das grandes empresas em busca de soluções e oportunidades para os desafios da sociedade e do mercado. O movimento é conduzido por empreendedores, empresas e investidores e visa identificar as 100 startups mais atraentes do país que farão parte do principal evento corporativo de inovação aberta do país, a Open Innovation Week. 

Atualmente, Minas Gerais está presente no levantamento com 9 startups de Belo Horizonte, uma de Janaúba e uma de Lavras, no sul do estado. As empresas mineiras presentes no ranking definitivo são: 

  • Leva Eu 

Fundada em 2014, é a 19ª do levantamento. É uma plataforma de gestão de demanda de viagens que otimiza a infraestrutura de transportes. É da cidade de Lavras, no Sul do estado. 

  • PickMeApp 

Lançada em 2015, a startup está em 22º lugar. Oferece soluções de carona gratuita e transporte para eventos. 

  • Solides 

Fundada antes de 2011, a Solides é uma das empresas mais veteranas do levantamento. Oferece tecnologias para mapeamento do comportamento humano e está no 23º lugar geral. 

  • Sun Block 

Em 25º lugar, sediada em Janaúba, a Sun Block é um wearable que confecciona sensores vestíveis para monitorar a exposição excessiva de crianças ao sol. 

  • LogPyx 

Em 33º lugar no levantamento, a LogPyx otimiza fluxos logísticos internos com uma plataforma de Internet das Coisas (IoT). A empresa foi fundada em 2014 e já foi lançada no mercado. Atualmente, a startup participa do Seed, o programa de aceleração do estado.  

  • POP Recarga 

A 35ª colocada no ranking é uma moeda eletrônica para pagamentos em dinheiro na internet, que está em funcionamento desde 2013, e está testando pilotos para lançar o produto ao mercado. 

  • NetBEE 

43ª colocada, a NetBEE ganhou recentemente prêmios internacionais com um dispositivo inovador para rastrear carros roubados. 

  • TI.Mob 

É um sistema inteligente para gestão de estacionamentos públicos e aparece em 56º lugar na lista do movimento. Fundada em 2013, já está operando no mercado. 

  • Bluelux 

60ª colocada, conecta o smartphone a todo o sistema de iluminação de uma casa. 

  • CellSEQ 

A 66ª da lista oferta metodologias alternativas e inovadoras que resultam em informações mais completas e assertivas. O objetivo é gerar valor na cadeia produtiva de pequenas e grandes indústrias. Já foi acelerada pelo Seed. 

  • Construct APP 

Está em 70º lugar. É um aplicativo de gestão de obras que conecta o trabalho de campo ao escritório da empresa. 

Clique aqui e confira lista completa. 

 

 

Uma das startups do ranking, a PickMeApp, é mineira de Belo Horizonte e já consta pela segunda vez no levantamento. No anterior, estiveram na 96ª posição, subindo para o 22º lugar este ano e sendo a segunda empresa melhor colocada de Minas Gerais. Rômulo Carvalho, CEO da PickMeApp, acredita que esse tipo de movimento dá visibilidade às empresas e gera networking entre os atores do meio, impulsionando a área de empreendedorismo do país. “É muito importante figurar no ranking, pois recebemos reconhecimento, não só dos usuários, como do ecossistema de empreendedorismo e inovação como um todo. Além de ter contato com grandes empresas e abrir portas para novas oportunidades”, conta Rômulo.  

O CEO também afirma que o ambiente de Minas ajuda as startups a se desenvolverem e se destacarem no meio: “O estado é um dos maiores polos do Brasil, com grandes incentivos do governo e realização de importantes eventos, programas e palestras quase toda semana. Esse ambiente é favorável para todo mundo, beneficia a economia e o empreendedor que pode fazer o que acredita.”  

Ecossistema de Minas Gerais 

Minas vem se tornando um estado propício para o surgimento e crescimento de startups e empresas de base tecnológica pois oferece um forte ecossistema para o empreendedor. O ambiente mineiro conta com regiões que são polos de TI, universidades que promovem boa formação e investimento em pesquisa e desenvolvimento, espaços de coworking e de troca de experiências e conhecimento entre os atores do mercado, que criam uma cultura de empreendedorismo e inovação no estado. O ecossistema de Minas Gerais prospera, pois conta com uma forte associação entre empresas, universidades e órgãos de governo. 

Hoje, Minas é o segundo estado em número de startups do Brasil, com mais de 400; abriga o San Pedro Valley, polo de empreendedorismo que é referência para negócios de base tecnológica no país; além de clusters como Santa Rita do Sapucaí, Viçosa e o parque tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec). Também conta com mais de 15 incubadoras distribuídas pelas cidades mineiras e é o segundo maior estado em número de empresas de TI e biotecnologia do Brasil.  

O estado ainda pretende desenvolver mais seu ecossistema, se tornando polo de tecnologia e inovação da América Latina. De acordo com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, o governo estadual está investindo em ações estratégicas para fomentar a cultura empreendedora em Minas. “Queremos incentivar e inspirar estudantes, pesquisadores e profissionais a empreender no estado, desenvolvendo suas competências e ideias em projetos que possam ser implementados aqui. Nosso papel é abrir espaço para que essas pessoas tenham oportunidade de crescer, gerar negócios e ter participação ativa no desenvolvimento do estado”, afirma.  

Competição em 2016 

O novo ciclo de startups de 2016 do movimento 100 open startups está recebendo inscrições até 15 de agosto através do site da organização. 

Com informações do Portal Simi.