“O SEED ajuda a evoluir o ecossistema de inovação em Minas Gerais”, afirma Tomás Duarte
CEO da Tracksale fala sobre a importância do programa de aceleração para o desenvolvimento de sua empresa
Publicado: 13/01/2016 15:20 | Atualizado: 13/01/2016 15:29


Um dos fundadores da Associação Brasileira de Startups, Tomás Duarte criou a empresa Tracksale ao perceber no mercado uma demanda por soluções que pudessem monitorar a satisfação de clientes. Hoje referência no mercado brasileiro, a empresa foi uma das 35 startups graduadas na primeira rodada de aceleração do SEED, programa de apoio a empreendedores que desenvolvem projetos de negócios de base tecnológica em Minas Gerais.

Diante de uma grande oportunidade, Tomás criou com sua equipe uma tecnologia com usabilidade simplificada, chegando a 2015 com R$ 1 milhão em faturamento e atendendo às maiores marcas do Brasil em diversas verticais de mercado. O início da trajetória, porém, foi cercado de desafios, comuns às startups que estão entrando neste ambiente. “Empreender no Brasil exige persistência. Falta abertura à inovação e o pensamento das empresas e organizações ainda é arcaico”, afirma.

Para Tomás, o apoio do SEED teve importante papel para que a empresa chegasse onde está. Mais do que o apoio financeiro, que impulsionou a abrangência de atuação da empresa, o incentivo do SEED proporcionou também mentorias e um amplo networking com importantes nomes do setor, o que, para o empreendedor, é o fator de maior relevância para as empresas participantes.

 

O segredo do sucesso

Internamente, a Tracksale valoriza a liberdade e a flexibilidade, priorizando uma cultura forte e a delegação de competências. Segundo Tomás, o segredo é investir em qualidade, ideia que reforça quando o assunto é satisfação do cliente. “Recomendo aos novos empreendedores que se dediquem ao máximo ao seu negócio, conquistando o primeiro cliente o quanto antes.”

Com uma equipe de 12 profissionais, a Tracksale pretende triplicar a receita em 2016, chegando a R$ 3 milhões. Para o CEO, mudar a vida de pessoas e empresas para melhor é sua grande inspiração como empreendedor. Para garantir que esse objetivo seja plenamente alcançado, Tomás dá a dica: foque na satisfação de seus clientes e meça seus indicadores, todos os dias!

 

SEED

A terceira rodada do SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development está com inscrições abertas até o dia 03 de fevereiro de 2016. Agora com condução da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais e com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG, o programa será composto por três fases, selecionando 40 startups que receberão até R$ 80 mil em investimentos, além de escritório compartilhado e mentorias.