DÚVIDAS FREQUENTES

1) - De onde vêm os recursos financeiros para o programa?

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais tem a Fapemig como sua vinculada. Esta dispõe de receita para investimento em ciência e tecnologia, e por isso é a responsável pela disponibilização dos recursos para o Minas Digital.

2) - Quais órgãos estão envolvidos no Minas Digital?

O objetivo do Minas Digital é envolver o máximo de parceiros possíveis, pois é um projeto de todo ecossistema de ciência e tecnologia do Estado. Estamos em entendimento com Fapemig, FIEMG, Sebrae, Secretaria de Desenvolvimento, Secretaria de Educação, e outros.

3) - Como a iniciativa privada irá participar?

O objetivo é que todos os projetos da Sectes sejam em parceria com a iniciativa privada. Assim, poderemos em breve ter projetos autossuficientes sem dependência do recurso estadual. Nos Hubs não será diferente. Inicialmente teremos o aporte da Secretaria, mas criaremos formatos para que cada vez mais os eles se tornem projetos independentes.

4) - Quando será o início do programa?

O programa Minas Digital já está acontecendo com as várias ações de ciência e tecnologia do Estado. Na semana do dia 19 de outubro já ocorre a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015, na qual Minas Gerais aparece como líder no ranking de projetos do governo federal. Sobre os Hubs que fazem parte dos projetos, a ideia é ter início em novembro com a sensibilização em universidades. As primeiras escalações físicas devem ocorrer em janeiro de 2016.

5) - Como será feita a integração com as universidades?

A base de orientação para o programa são as universidades. A primeira etapa consiste na sensibilização em cada uma delas, nas quais teremos palestras e encontros para discutir o Minas Digital e convidar os alunos a participarem dos Hubs.

6) - Em quais cidades estarão os Hubs de inovação?

Ao todo serão 20 Hubs, implementados em três etapas. Nesta primeira etapa serão implantados os três Hubs em Belo Horizonte (Barreiro, Venda nova e Centro), um Hub em Viçosa, um Hub em Divinópolis e um Hub em Ribeirão das Neves. As demais cidades serão anunciadas em breve. Mais sete Hubs serão inaugurados no meio do próximo ano e o restante no início de 2017.

7) - Quantas unidades de Hub estão prontas?

Por enquanto todas as unidades estão em fase de implantação.

8) - Qual é a sua duração dos projetos nos Hubs?

O ciclo dos Hubs será de 4 meses. Teremos 2 etapas por ano.

9) - Como posso me inscrever no programa de pré-aceleração?

Para cada um dos Hubs teremos universidades parceiras e o critério será posição geográfica. E para ocupa-los serão lançado editais através do site Minas Digital.

10) - Quem pode se inscrever?

Poderão inscrever-se todos os alunos que tenham uma ideia inovadora e queiram transforma-la em produto.

11) - O Minas Digital é o SEED adaptado?

Minas Digital e SEED não são a mesma coisa, nem o primeiro surge para substituir o segundo. O SEED é uma ação para fomentar e acelerar startups em Minas Gerais e representa uma das diversas estratégias que compõem o Minas Digital. O Minas Digital veio para congregar todos os programas da Secretaria e oferecer um sistema completo de apoio ao ecossistema de inovação e empreendedorismo. O SEED, como projeto dedicado a uma etapa desse processo, agora integra um panorama maior.