Uaitec recebe primeira turma do Programa Start Latam
Parceria com a Rede Cidadã e Accenture capacita jovens para mercado de trabalho com base no autoconhecimento
Publicado: 03/09/2019 16:04 | Atualizado: 03/09/2019 16:26
Juliana Corrêa/Sede Juliana Corrêa/Sede

Fazer uma pessoa definir, ainda na adolescência, a profissão a ser seguida para o resto da vida, em muitos casos, pode ser cruel. Acreditando que a formação profissional vai além das notas em salas de aula e que o autoconhecimento é fundamental, a Rede Cidadã, em parceria com a Accenture, criou o Programa Start Latam. A Uaitec, Programa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Sede), por cultivar e acreditar no potencial das pessoas, acaba de fechar parceria com o Programa Start Latam.  

Nos próximos três meses, jovens entre 18 e 24 anos estarão na unidade Uaitec do Plug Minas, em Belo Horizonte, para aulas estruturadas em duas temáticas: sociocomportamental e informática. A iniciativa capacita os jovens para o mercado de trabalho, com foco à nova tecnologia. A estrutura moderna das salas da Uaitec, conectadas por meio de um avançado sistema de videoconferência, TVs de LED, além de lousa interativa digital com sistema multimídia, faz os alunos terem acesso à internet e ao que há de mais novo no mercado.

Mas este ambiente moderno das salas Uaitec não é novidade para Talita Carvalho, de 18 anos. Aluna do Start Latam, Talita já cursou inglês na unidade. Estudante do curso Técnico em Administração e Empreendedorismo Juvenil do Sebrae, ela volta aos laboratórios para um novo olhar. “Aqui tenho aulas de Excel avançado, robótica, dentre outros temas que me abrem a mente e me tiram do pensamento egoísta”, explica Talita, garantindo que, mais que inserção no mercado de trabalho, o conhecimento adquirido em empreendedorismo é o mais valioso. “Criamos produtos, cuidamos de empresas, pensamos no mercado como um todo desde o cliente até os administradores da empresa”, ressalta.

Como a Talita, os outros alunos também podem concluir o curso já com um emprego garantido. De acordo com a coordenadora da Rede Cidadã, Lina Marinho, o curso tem por objetivo capacitar esses jovens para o que o mercado realmente precisa. “Acreditamos que a formação pessoal, em busca do autoconhecimento, e das realidades de cada um faz com que esses alunos sejam mais felizes em suas escolhas”, afirma.