32ª Feira Nacional de Artesanato apresenta arte, cultura e entretenimento em BH
De 7 a 12 de dezembro, no Expominas, a FNA reúne artesãos de todo o país em 620 estandes, promovendo dezenas de atrações musicais, além de dança e folclore
Publicado: 07/12/2021 17:25
Fotos: Sede/Arquivo 2020 Fotos: Sede/Arquivo 2020

Começa nesta terça-feira (7/12) e segue até o domingo (12/12), a tradicional Feira Nacional de Artesanato. Com o tema  “Rotas do Brasil”, a 32ª edição da FNA acontece, no Expominas, em BH, e chega repleta de novidades. O tradicional evento, considerado um dos maiores de arte popular do Brasil, reúne artesãos de todo o país, atrações que vão surpreender o público e outras novidades.

Contemplando uma área total de mais de 700 metros quadrados, o espaço de Minas Gerais apresenta o trabalho de artesãos de municípios de todas as regiões do estado selecionados por meio de edital. A participação do artesanato mineiro ganhou destaque no evento por meio da Diretoria de Artesanato, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Desenvolvimento Econômico (Sede), em parceria com o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) do Ministério da Economia e apoio do Sebrae MG.

A equipe da Diretoria de Artesanato da Sede estará presente em todos os dias evento, realizando o cadastramento para emissão da Carteira Nacional de Artesão para o processo de formalização da atividade.

Shows, atrações e 620 estandes

Ao mostrar o Brasil feito à mão, o evento contempla 620 estandes, com estimativa de atrair um  público de 100 mil pessoas. Além disso,  apresenta uma  grande novidade, que é a volta de shows e atrações artísticas e culturais suspensas na edição de 2020, por causa das medidas sanitárias restritivas impostas pela Covid-19. Neste ano, a Feira Nacional de Artesanato terá cerca de 30 atrações de música e dança, além de cortejos folclóricos que percorrem todo o espaço da exposição.

A Feira Nacional de Artesanato é uma realização do Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (Centro Cape), ONG promotora do evento e braço do Mãos de Minas, que é a maior central de cooperativas de artesãos do Estado. E que, por mais de três décadas, tem ajudado a valorizar histórias de dedicação e luta de artistas que buscam manter vivas a cultura, a tradição e a história de Minas e do país.

Brasil de Norte a Sul

O Brasil de Norte a Sul, espaço do Ministério do Turismo, vai levar as belezas naturais e pontos turísticos do país. A diversidade cultural e a criatividade do artesanato brasileiro também estarão representadas na área da Confederação Brasileira de Artesanato, que trará obras de 11 estados. Mais uma vez, parte do pavilhão será destinado à mostra de trabalhos de povos indígenas de 15 etnias. Já estão confirmadas as presenças de representantes de tribos Pataxó, da Bahia e de São Paulo; Umutina e Mehinako, ambos de Mato Grosso; Kariri-xocó, de São Paulo e Fulni-ô, de Pernambuco.

Cartão de visitas

Logo na entrada da feira, os visitantes podem apreciar as obras do artista mineiro Leonardo Bueno. A mostra reúne peças que traçam uma linha do tempo desde o trabalho como artesão, em 2004, até o sucesso em exposições internacionais. Natural de Maria da Fé, no Sul de Minas, Leo é designer, escultor e suas linhas orgânicas, que exploram a elegância e a solidez da madeira, já estiveram em salões em Paris, Londres, Frankfurt, Bratislava, Milão, Viena e Praga.

Programa de Artesanato Brasileiro (PAB)

Novos talentos nacionais e o melhor do artesanato de Norte a Sul do Brasil estão presentes no espaço do Programa de Artesanato Brasileiro (PAB), localizado no Grande Pavilhão do Expominas que recebe também artesãos de todos os estados da federação e representantes de outros países, com conforto e segurança. O público poderá conferir uma área com artesãos selecionados de todo o Brasil, assinado pelo Sebrae e Centro De Referência Do Artesanato Brasileiro (CRAB).

Oficinas gratuitas

O público poderá conferir uma área com artesãos selecionados de todo o Brasil e participar de oficinas diárias gratuitas de artesanato com mestres que vão falar sobre o fazer artesanal e demonstrar suas técnicas. O ambiente é assinado pelo Sebrae nacional e pelo Centro de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB). Ainda no pavilhão haverá a ilha do Conhecimento, organizada pelo Sebrae/CRAB e o Ministério da Economia, por meio do PAB, que vai oferecer consultoria gratuita com especialistas em gestão, empreendedorismo, exportação, entre outros assuntos de interesse dos artesãos. Expositores e visitantes também vão poder assistir a palestras com personalidades como o designer Leonardo Bueno, além de autoridades e profissionais do Sebrae que vão apresentar casos de sucesso de artesãos de outros estados.

Feira Virtual

A Feira Virtual também retorna nesta edição, mais incrementada. Por meio de uma plataforma inovadora e interativa que apresenta imagens em 360º do stand, internautas de qualquer parte do Brasil e do mundo poderão fazer um tour pelo evento, conhecer a história do artesão, ver o catálogo de produtos, entrar em contato com os expositores e fazer os pedidos. O conteúdo será apresentado também em inglês para atender compradores internacionais. A versão virtual ficará disponível até novembro de 2022, transformando a FNA em um evento 365 dias.

SERVIÇO:

32ª edição da Feira Nacional de Artesanato

Data: 7 a 12 de dezembro de 2021

Local: Expominas - Avenida Amazonas, 6000 - bairro Gameleira - Belo Horizonte

Horários: de terça a sexta, das 14h às 22h; sábado de 10 às 22h, com entrada até às 21h; e domingo, das 10h às 21h, com entrada até às 20h;

Ingressos: R$20,00 (para qualquer dia do evento); maiores de 60 e menores de 12 – entrada gratuita.

Vendas: https://bit.ly/3qjDR3s

Site oficial: www.feiranacionaldeartesanato.com.br

Instagram: @feiranacionaldeartesanato

Facebook: /feiranacionaldeartesanato