Missão do Governo no Oriente Médio consolida Minas Gerais como destino de grandes investimentos internacionais
Delegação da Sede, liderada pelo secretário Fernando Passalio, está no Qatar para promoção de oportunidades em Minas e apresentação de ativos
Publicado: 12/11/2021 10:49 | Atualizado: 14/11/2021 09:17
Foto: Divulgação Sede Foto: Divulgação Sede

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), entrou na rota efetiva de novas oportunidades internacionais. O Estado oficializou apoio ao fundo soberano do Qatar a fim de fortalecer investimentos e novos negócios em Minas Gerais frente à nova parceria. Ao todo, foram seis agendas com instituições e empresas nos setores de energia, alimento, hotelaria e mineração.

A ação dá continuidade ao trabalho de apresentação das oportunidades de Minas Gerais em busca de novos negócios. No mês passado, a comitiva da Sede esteve nos Estados Unidos iniciando as prospecções junto a empresas. Além disso, A Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi) teve o trabalho reconhecido por uma das maiores e mais respeitadas organizações de desenvolvimento econômico do mundo. O Conselho Internacional de Desenvolvimento Econômico (IEDC) premiou duas iniciativas da atual gestão da agência mineira para a atração e a promoção de investimentos no estado. O projeto fortalece o plano de promoção mundial de Minas, mostrando potencialidades em diversas áreas.

O encontro para formalizar o apoio do Estado para que Minas Gerais seja o destino de novos investimentos aconteceu no fim da manhã da última quarta-feira (10/11), no Tornado Tower, sede da Nebras Power, em Doha, capital do Qatar.

Ciclo virtuoso

A iniciativa abriu portas, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico (Sede), Fernando Passalio, para que Minas Gerais oficialize negócios com o fundo soberano do Qatar, iniciando um virtuoso ciclo de investimentos internacionais a serem celebrados pelo Estado e uma agenda robusta com outros fundos internacionais.

“Estamos iniciando aqui, no Qatar, depois Dubai e Abu Dhabi, esses últimos já com a presença do governador Romeu Zema, uma série de prospecções globais para captação de investimentos em áreas estratégicas como energia, mineração, alimentos, hotelaria, e até aeroespacial. Essa agenda motivou a prospecção de capitais de investimentos. Fundos soberanos de Cingapura, Noruega, China e  Kuwait também serão inseridos ”, comemora Passalio.

Novas oportunidades

Para o secretário, todas as agendas no Oriente Médio estão sendo promissoras, no entanto, torna-se importante destacar que o Governo de Minas vislumbra excelentes oportunidades para o estado frente fundação da NEC Energia, resultante da associação entre a companhia mineira CEI Energética e a Nebras Power Investment Management BV (NPIM), empresa  de investimento em energia do fundo soberano Qatar Investment Authority.

O potencial bilionário de investimento dessa parceria dará à NEC Energia (joint venture)  capacidade de aquisição de ativos operacionais e o desenvolvimento e construção de projetos de greenfield (na fase inicial), combinando a experiência da companhia do Qatar em grandes investimentos internacionais e o conhecimento do mercado local além Donaldo nível de capacidade de gerenciamento da CEI Energética.

Atuação da NEC Energia em Minas

A NEC Energia será responsável pela operação e administração de 18 usinas hidrelétricas no Brasil, que somam potência instalada de 72 megawatts (MW) e um portfólio de mais de 13 gigawatts (GW) em projetos fotovoltaicos de longo prazo em toda Minas Gerais.

A missão internacional contou com uma explanação do secretário Fernando Passalio, que mostrou os principais investimentos e ações realizados em Minas Gerais, principalmente aquelas relacionados à infraestrutura, à inovação, à agricultura e energia solar, setor em que o estado lidera o ranking de geração distribuída no país.

Minas é célere e desburocratiza entraves

Além disso, as oportunidades de investimentos em saneamento básico foram apresentadas por Passalio frente às possibilidades do marco legal do saneamento básico para que Minas Gerais possa receber investimento privado do fundo soberano do Qatar.

“Minas Gerais sai na frente, uma vez que agora existe um instrumento que oficializa o apoio do Estado para que possa ser ponto estratégico no Brasil para investimentos da NEC Energia. A participação do Governo de Minas é emblemática porque celebra um importante feito e reforça as políticas publicas do Governo de Minas de desburocratização de entraves, celeridade e segurança jurídica, fomentando o crescimento econômico e  a geração de postos de trabalho e renda para nosso estado”, enfatiza o secretário Fernando Passalio.

A comitiva formada pela equipe da Sede, incluiu além de Passalio, a subsecretária Promoção de Investimentos e Cadeias Produtivas, Kathleen Garcia, e do diretor da Agência de Promoção de Investimentos e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi), Ronaldo Barquette, e o presidente da Codemge, Thiago Toscano.