BDMG é o primeiro banco de desenvolvimento do país a assinar Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU
Instituição já destinou R$ 60 milhões para micro ou pequenas empresas lideradas por mulheres, em linhas de crédito com condições especiais
Publicado: 02/09/2021 11:06
Foto: AdobeStock Foto: AdobeStock

BDMG tornou-se o primeiro banco de desenvolvimento brasileiro signatário dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs - Women’s Empowerment Principles), um conjunto de sete compromissos estabelecidos pelo Pacto Global da ONU e pela ONU Mulheres que busca alavancar a igualdade de gênero no mundo dos negócios. Ao ingressar na comunidade WEPs, o banco fortalece seu compromisso de trabalhar de forma colaborativa em redes multissetoriais para promover práticas de negócios relacionadas à igualdade de gênero. 

Investimentos

Em sua recente atuação, o BDMG tem ampliado a disponibilidade de condições especiais de crédito para micro e pequenas empresas lideradas por mulheres obterem crédito. Desde 2020 até o momento – período desafiador marcado pela crise sanitária – o banco já desembolsou cerca de R$ 60 milhões para micro ou pequenas empresas lideradas por mulheres, por meio de linhas de crédito com condições especiais para este público. 

“Sabemos o quão desafiador é para as mulheres consolidarem-se como empreendedoras, ainda mais no cenário deflagrado pela pandemia. Por isso, como banco de desenvolvimento, o BDMG tem criado possibilidades para equilibrar as oportunidades e estimular o empreendedorismo feminino”, afirma o presidente Sergio Gusmão.  

Ainda segundo Gusmão, a adesão do BDMG aos Princípios de Empoderamento das Mulheres é um avanço institucional que posiciona o banco em um patamar estratégico. “O mercado mundial de crédito tem se pautado cada vez mais por premissas e agendas globais de direitos humanos e sustentabilidade. Logo, integrar o BDMG à comunidade WEPs é também um diferencial importante no processo de atração de recursos para o financiamento a projetos de empreendedorismo feminino, inclusão social e desenvolvimento sustentável”, destaca.  

Em 2020, o BDMG foi a 5ª instituição financeira brasileira a aderir ao Pacto Global da ONU. No mesmo ano, durante o Finance In Common Summit, maior encontro de bancos públicos de desenvolvimento do mundo, o BDMG tornou-se signatário da “Paris Development Banks Statement on Gender Equality and Women’s Empowerment”, que abarca 26 instituições signatárias trabalhando juntas para aprimorar suas políticas de igualdade de gênero. 

Conheça os Princípios de Empoderamento das Mulheres: 

- Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível; 

- Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação;  

- Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa;  

- Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres;  

- Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres por meio das cadeias de suprimentos e marketing; 

- Promover a igualdade de gênero por meio de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social; 

- Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.